Professores da Unicamp realizam palestras sobre Criptografia e seu programa de pós-graduação no Campus de Quixadá

Publicada em: 29 de abril de 2024 | Atualizada em: 29 de abril de 2024

No dia 18 de abril, o Campus recebeu a visita de dois professores da  Universidade de Campinas (Unicamp), ambos da área de criptografia: Júlio López e Helder Pereira. Com organização do PET SI e do tutor Wladimir Tavares, os visitantes ministraram duas palestras com o intuito de apresentar ao corpo discente as possibilidades de pós-graduação em Computação da Universidade de Campinas. Os títulos das palestras realizadas foram “O Programa de Pós-graduação  em Ciência da Computação do Instituto de Computação, Universidade de Campinas” e “Introdução à Criptografia Completamente Homomórfica”.

 

O Programa de Pós-graduação  em Ciência da Computação do Instituto de Computação, Universidade de Campinas 

Nesta palestra o Prof. Julio López apresentou o Programa de Pós-graduação em Ciência da Computação do Instituto de Computação, incluindo os temas de pesquisa, programa de mestrado, doutorado e processo seletivo.

Julio López recebeu o título de doutor em Ciência da Computação pela Universidade Estadual de Campinas em 2000. Atualmente é Professor Associado (MS-5.3) do Instituto de Computação da UNICAMP. Os seus principais interesses de pesquisa estão concentrados na implementação em software de algoritmos criptográficos (simétricos e assimétricos), criptografia pós-quântica e aplicações da criptografia. Nos últimos anos tem participado em vários projetos de Engenharia Criptográfica com empresas nacionais e internacionais. Prof. Julio recebeu em 2015 o prêmio de excelência acadêmica “Zeferino Vaz” da UNICAMP, por suas contribuições à pesquisa e ao ensino de Ciência da Computação. Foi o Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação no período 2015-2017 e Chefe do Dpto de Teoria da Computação no período 2021-2023.

 

Introdução à Criptografia Completamente Homomórfica 

Nesta palestra, foi apresentada a criptografia completamente homomórfica (FHE, do inglês, fully homomorphic encryption) e suas possíveis aplicações. Foi discutido sobre como FHE é construída, sobre o estado da arte em FHE, sobre suas limitações e linhas de pesquisa visando atuação sobre o tema.

As cifras tradicionais permitem o armazenamento de dados seguros na nuvem, mas impedem que aplicativos na nuvem acessem ou usem esses dados. A FHE visa conciliar a segurança com a praticidade do processamento em nuvem, pois ela permite que um cliente cifre seus dados antes de enviá-los à nuvem, mas, ainda sim, que a nuvem possa processar os dados cifrados, gerando também uma resposta cifrada. Com isso a nuvem pode fornecer serviços sem realmente saber quais são os dados de entrada ou saída. 

Hilder Vitor Lima Pereira recebeu o título de doutor em Ciência da Computação pela University of Luxembourg em 2020, então, passou dois anos e meio trabalhando como pesquisador pós-doutoral no laboratório COSIC, na universidade KU Leuven, Bélgica. Atualmente é Professor Associado do Instituto de Computação da UNICAMP. Seus principais temas de pesquisa são criptografia pós-quântica, computação sobre dados criptografados e, principalmente, criptografia totalmente homomórfica (FHE), da teoria à prática. Do lado teórico, ele propôs novos esquemas homomórficos e estudou como diferentes hipóteses de segurança podem ser usadas para construir FHE. Do lado prático, ele esteve envolvido no projeto de aceleradores de hardware para FHE e em aplicações de FHE.

 

Fonte: Roberto Cabral, professor no Campus da UFC em Quixadá | e-mail: rbcabral@ufc.br

print

©2024 - Universidade Federal do Ceará - Campus Quixadá. Todos os direitos reservados.
Endereço: Av. José de Freitas Queiroz, 5003 – Cedro – Quixadá – Ceará 63902-580
Telefones:
Secretaria do Campus: (88) 3411-9422
Secretaria Acadêmica: (88) 3411-9410